Ex-oficial da CIA fala sobre quedas de UFOs - Universidade Ufo Brasileira

ULTIMAS

A Universidade ufo Brasil é um site responsável em orientar As Pessoas os casos ufologicos e misterios

ANUNCIOS

quarta-feira, 4 de março de 2015

Universidade Ufo Brasileira , Ex-oficial da CIA fala sobre quedas de UFOs , Casos Mundiais , Relatos ,
Ex-oficial da CIA fala sobre quedas de UFOs 4 5 1

Ex-oficial da CIA fala sobre quedas de UFOs

Ex-oficial da CIA
A CIA, desde os primórdios envolvida no acobertamento da questão ufológica.
 Robert Hastings comenta o caso de antigo membro da agência, que afirma ter ouvido rumores sobre quedas de naves e corpos alienígenas conservados.

Ex-oficial da CIA
Robert Hastings (Foto)
   Robert Hastings, autoridade mundial na pesquisa de incidentes ufológicos envolvendo oficiais da Inteligência e Forças Armadas de vários países, revelou recentemente a história de victor Marchetti. Este foi Assistente Especial do diretor da CIA Richard Helms. Marchetti primeiro falou a respeito da recuperação de UFOs acidentados e seus tripulantes alienígenas em um artigo de 1979, publicado na revista Second Look.

   A importância de Marchetti pode ser conferida pelo fato de que a Agência Central de Inteligência (CIA) chegou a apelar para a Suprema Corte norte-americana, a fim de impedir a publicação de seu livro The CIA and the Cult of Intelligente, que se tornou um best-seller em 1974. Marchetti havia pedido demissão da agência em 1969, e em sua obra expunha muitas atividades ilegais, incluindo espionagem de americanos, o que pela lei é ilegal, além de várias outras depois investigadas pelo Congresso dos Estados Unidos.

   A CIA utiliza o método da compartimentalização, ou seja, qualquer de seus funcionários e agentes possui somente um conhecimento limitado de um dado projeto ou operação. Em inglés isso é designado pela expressão need to know, ou seja, qualquer um sabe somente o estritamente necessário para cumprir sua tarefa, a apenas poucos operadores de alto escalão possuem um entendimento geral das atividades. Mesmo assim, Marchetti possuía um alto grau de conhecimento das atividades da CIA, motivo pelo qual a agência tentou, sem sucesso, impedir que divulgasse o que sabia. A respeito de UFOs Marchetti nunca teve um envolvimento maior com a questão, porém teve contato com outros funcionários, e escreveu a respeito:

 ENVOLVIMENTO DA CIA COM UFOS E SEU ACOBERTAMENTO

   "Durante meus anos na CIA, os UFOs não eram objeto de discussão comum. Porém também não eram tratados de forma desdenhosa, especialmente pelos cientistas da agência, e algumas vezes os enquadravam na categoria de atividades muito sensíveis. Porém, houve rumores nos altos níveis da CIA, de pequenos homens cinza cujas naves haviam caído, ou sido derrubadas, e estavam sendo mantidos no gelo na Divisão de Tecnologia Estrangeira da Força Aérea, na Base de Wright-Patterson em Dayton, Ohio". Robert Hastings alerta que Marchetti se refere a rumores, apontando que essas informações devem ter como fonte conversas, possivelmente ilegais, nos corredores da sede da CIA em Langley, Virginia. Hastings reforça ainda o fato de Marchetti ter saído da CIA em 1969, uma década antes da revelação do Caso Roswell graças à entrevista de Jesse Marcel, ex-oficial de segurança da base naquela cidade que esteve pessoalmente envolvido com o recolhimento dos destroços da nave.

   Marchetti ainda salienta em seu texto que a principal razão do acobertamento é o temor, pelas autoridades, que a revelação de a Terra estar sendo visitada ameace todas as instituições de nossa sociedade, sistemas legais e políticos, religião, economia, levando ao colapso as estruturas de poder nacionais. Mantendo, além disso, o povo em geral desinformado e, portanto maleável. Robert Hastings, finalmente, afirma que seu destaque à história de Marchetti, a qual confere grande credibilidade, absolutamente nada tem a ver com os famigerados slides que se alegam ser dos alienígenas de Roswell, que ele enxerga como mais um capítulo lamentável de desinformação na Ufologia que brevemente será exposto como fraude.



Fonte: Revista UFO
Postar um comentário
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial