Exilados da Capela - Os antigos construtores da terra - Universidade Ufo Brasileira

ULTIMAS

A Universidade ufo Brasil é um site responsável em orientar As Pessoas os casos ufologicos e misterios

ANUNCIOS

domingo, 26 de junho de 2016

Universidade Ufo Brasileira , Exilados da Capela - Os antigos construtores da terra , Astronomia ,
Exilados da Capela - Os antigos construtores da terra 4 5 1

Exilados da Capela - Os antigos construtores da terra

Exilados da Capela

Os Exilados da Capela é uma das obras de Edgard Armond que tratam de forma abrangente a evolução espiritual da humanidade da Terra de acordo com as tradições proféticas e religiosas, apoiada por considerações históricas e científicas. Veja este vídeo explicativo e muito esclarecedor, Prof. Laércio Fonseca sobre este trabalho "Os Exilados da Capela" Edgard Armond.

LINK DO LIVRO


O Sistema de Capela

Nos mapas zodiacais, que os astrónomos terrestres compulsam em seus estudos, não é desenhada uma grande estrela na constelação de Auriga, que recebeu na terra, o nome Cabra ou Capela. sol magnífico entre as estrelas para nós mais vizinhos, ela em seu caminho pelo Infinito, é acompanhada também da família dos mundos, cantando as glórias do ilimitado divina. Sua luz gasta cerca de 42 anos para chegar à Terra, considerando-se, assim, a distância regular entre a capela e do nosso planeta, uma vez que a luz viaja através do espaço com a velocidade de cerca de 300,000 km por segundo.
Quase todos os mundos que são dependentes já se purificaram física e moralmente, examinou as condições de atraso morais da Terra, onde o homem conforta com as vísceras dos seus irmãos inferiores, como em épocas pré-histórica de sua
existência, eles marcham contra o outro ao som de hinos guerreiros, ignorando a maioria dos comezinhos princípios de fraternidade e realizando pouco em favor da extinção do egoísmo, a vaidade, o orgulho infeliz.

Um mundo em transição

Há muitos milênios, um dos orbes de Chapel, que tem muitas afinidades com o globo, alcançou o ponto culminante de um dos seus ciclos evolutivos extraordinários. As lutas finais de uma longa formação foram delineados, como às vezes acontece com você, para as transições esperadas no século XX, no crepúsculo da civilização. Alguns milhões de espíritos rebeldes existia, no caminho do progresso geral, dificultando a consolidação das conquistas árduas dessas pessoas cheias de piedade e virtude, mas uma ação de saneamento geral para descartar que a humanidade tinha feito justiça à concórdia perpétua, por a edificação da sua elevada trabalho.
As grandes comunidades espirituais, diretores de Cosmos, deliberou, em seguida, localize as entidades que se tornaram obstinados em crime aqui na Terra distante, onde iria aprender a executar, na dor e labuta de seu ambiente, as grandes realizações do coração e incentivando tanto a progresso de seus irmãos inferiores.

Espíritos Exilados na Terra

Foi assim que Jesus recebeu à luz do seu reino de amor e justiça, aquela multidão de sofrimento e de seres infelizes. Com a sua palavra sábio e compassivo, ele pediu aquelas almas infelizes para a construção de consciência para o cumprimento dos deveres de solidariedade e de amor no esforço regenerador si. Ele mostrou-lhes os imensos campos de luta que se desenrolaram na Terra, envolvendo-os no halo abençoados sua misericórdia e seu amor sem limites. Ele abençoou as lágrimas santificante, fazendo-lhes sentir os triunfos sagrados do futuro e prometendo-lhes a sua colaboração diária e sua vinda no futuro.
Aqueles que sofrem e aflitos seres, que deixaram atrás de si todo um mundo de emoções, apesar de seus corações endurecidos para fazer o mal seria banida da face escura do planeta Terra; andaria desprezado na noite de milênios de saudade e tristeza; reencarnar dentro das raças ignorantes e primitivos para lembrar o paraíso perdido nos céus distantes. Por muitos séculos, não veria a luz suave da Capela, mas iria trabalhar em Terra acariciados por Jesus e confortado em sua grande misericórdia.

Fonte: Livro "O Caminho da Luz" Chico Xavier, ditado por Emanuel.

Fonte: mauricioayres
Postar um comentário
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial