Forte terremoto atinge região central da Itália de 6.2 - Universidade Ufo Brasileira

ULTIMAS

A Universidade ufo Brasil é um site responsável em orientar As Pessoas os casos ufologicos e misterios

ANUNCIOS

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Universidade Ufo Brasileira , Forte terremoto atinge região central da Itália de 6.2 , Catástrofes , Terremotos ,
Forte terremoto atinge região central da Itália de 6.2 4 5 1

Forte terremoto atinge região central da Itália de 6.2

terremoto vaticano

Um forte terremoto de magnitude 6,2 atingiu o centro da Itália na madrugada desta quarta-feira (24) - horário local -, perto de Perugia (a menos de 200 km de Roma), segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês), organismo que registra os tremores em todo mundo.
Agências internacionais informam, com base na imprensa italiana, que o sismo matou um casal de idosos em Pescara del Tronto. Eles teriam morrido após uma casa desabar.
O tremor foi sentido na capital, Roma, e no Vaticano, e ocorreu a apenas 10 km da superfície e a 76 km a sudeste de Perugia, às 3h36 do horário local (22h36 desta terça no horário de Brasília). Minutos depois, outro tremor, de magnitude 4,6, sacudiu Rieti, na mesma região. O sismo principal foi seguido por um outro, de magnitude 3,9, às 3h41, perto de Norcia, na província de Perugia, com epicentro a 7 km de profundidade. Há ainda relatos de que outras réplicas na região.
Há relatos de imóveis destruídos na região central do país, informou a agência de proteção civil italiana, que classificou o terremoto como "tremor severo".
Em Amatrice, na província de Rieti, o prefeito da cidade, Sergio Perozzi, afirmou que "metade da cidade" de 2.600 habitantes sofreu fortes danos e está em ruínas. "A metade da cidade já não existe, as pessoas estão sob os escombros", lamentou Pirozzi, à emissora privada "Sky".
Um porta-voz do primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, afirmou que o governo monitora a situação, mas ainda não deu mais informações sobre o tremor.
Não há, por enquanto, informação sobre vítimas até o momento.
Fonte: g1.globo
Postar um comentário
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial