Em Presidente Prudente foi encontrado o maior dinossauro do Brasil com 25 metros de altura - Universidade Ufo Brasileira

ULTIMAS

A Universidade ufo Brasil é um site responsável em orientar As Pessoas os casos ufologicos e misterios

ANUNCIOS

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Universidade Ufo Brasileira , Em Presidente Prudente foi encontrado o maior dinossauro do Brasil com 25 metros de altura , Casos Nacionais , Intrigante ,
Em Presidente Prudente foi encontrado o maior dinossauro do Brasil com 25 metros de altura 4 5 1

Em Presidente Prudente foi encontrado o maior dinossauro do Brasil com 25 metros de altura

Em Presidente Prudente


Uma nova espécie de dinossauro foi descoberta na área de Presidente Prudente, região oeste do estado de São Paulo. O Brasilotitan nemophagus, como foi batizado, é um titanossauro. Esse gênero viveu no fim do período Cretáceo e faz parte do grupo dos saurópodes, caracterizados por terem caudas e pescoços longos.

A descoberta, publicada este mês em um artigo da revista científica internacional "Zootaxa", foi o resultado de uma parceria entre um paleontólogo do Museu de Paleontologia de Marília e pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).


De acordo com o paleontólogo William Nava, coordenador do Museu de Paleontologia de Marília e um dos autores do artigo, o dinossauro descoberto tinha de 8 a 9 metros de comprimento.

Ele alimentava-se provavelmente de vegetações rasteiras e vivia em uma região que, na época, era bastante quente e seca, pontilhada por pequenos lagos e rios. Segundo Nava, eram esses os locais onde a espécie se alojava para tentar sobreviver ao lado de crocodilos e tartarugas. Quando morriam, eram cobertos por sedimentos.

Os fósseis que deram origem à descoberta foram coletados por Nava em 2000 e incluem parte da dentição, vértebras cervicais e sacrais e fragmento da região pélvica. O paleontólogo conta que a presença de parte da mandíbula do animal, região raramente encontrada, facilitou que os fósseis fossem comparados com os poucos titanossauros cujos fósseis também incluíam a região.

Comparação

“Existem 7 ou 8 exemplares da família dos titanossauros que têm o ramo mandibular preservado. Foi feita a comparação com esses dinossauros de regiões como a Argentina e a Ilha de Madagascar, e foi constatado que o dentário era diferente”, explica. Juntamente com a análise das vértebras, que também continham características peculiares, foi possível constatar que a espécie era nova.

Nava conta que trabalha com fósseis há 20 anos na região de Marília. Quando encontrou os fósseis dessa nova espécie, estava viajando para Presidente Prudente e percebeu vários blocos de rocha às margens da Rodovia Raposo Tavares.

“Isso me chamou a atenção. Fui investigar e de início já fui descobrindo vários restos ósseos quebrados. Estavam fazendo um corte no terreno para alargamento da rodovia e jogaram vários pacotes de rochas no terreno”, conta.


Ele diz que muitos dos fósseis estavam partidos e ele precisou fazer um salvamento paleontológico. “Tive que fazer o resgate para aquilo não ser destruído. Encontrei fragmento de mandíbula, dentário, o que chamou a atenção. Encontrar material craniano, particularmente no Brasil, é bem difícil. Foi isso que permitiu estudos comparativos e anatômicos para estabelecer a espécie nova”, diz.

Quando mostrou o material para um grupo da UFRJ, em 2004, foi estabelecida uma parceria com a instituição, que iniciou o estudo morfológico desses fósseis a partir de 2005. Até o momento, há oito espécies de titanossauros que já foram encontradas no Brasil.

Fonte: g1.globo
Postar um comentário
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial