O Telescópio Hubble detectou a estrelas más longe já observada - Universidade Ufo Brasileira
Universidade Ufo Brasileira , O Telescópio Hubble detectou a estrelas más longe já observada , Ufologia ,
O Telescópio Hubble detectou a estrelas más longe já observada 4 5 1

O Telescópio Hubble detectou a estrelas más longe já observada


O Telescópio Hubble detectou a estrelas más longe já observada

O Telescópio Hubble detectou a estrelas más longe já observada
Uma equipe internacional de astronomia descobriram uma estrela, a estrela mais longe já observada, por causa dessas observações espacial Hubble e da inesperada ajuda da natureza, é um fenômeno natural conhecido como uma lente gravitacional. Ícaro ou Icarus, como foi batizado, e se encontra a 9.000 milhões de anos luz.
"É a primeira vez que vemos uma estrela de tão longe" explicou Patrick Kelly, investigador da Universidade de Minessota e líder de estudo. Não é uma galaxia nem tampouco uma supernova o explosão de raios gama, se não uma estrela normal individual. No descobrimento, que foi publicado em três artículos das revistas "Nature Astronomy" e "The Astrophyscal Journal", participaram de forma destacada diversos grupos espanhóis.
Ícaro, que se formou a 4.000 milhões de anos depois do Big Bang, quando o universo não tinha mais que uma terça de sua idade atual, se encontra mas propriamente, se encontrava, posto que já não existe em uma galaxia espira tão longe da terra, que sua luz demorou 9.000 milhões de anos para chegar até a terra.
O descobrimento começou em abril de 2016 em um golpe feliz. Os Astrônomos dos Estados Unidos e europeus realizavam observações com o Hubble para detectar a aparição da explosão de uma supernova quando uma inesperada fonte de luz se iluminou na mesma galaxia. E começaram as analises.

O Telescópio Hubble detectou a estrelas más longe já observada

Pele general, inclusive utilizando os telescópios mas potentes, é impossível distinguir estrelas individuais que se encontrem a distancia superiores aos 100 milhões de anos luz. Ícara está 90 vezes mas longe. Se o descobrimento tiver sido possível ser encontrado é graças a um capricho da natureza, como o denominaram os próprios autores: a gravidade de um cúmulo muito massivo de galaxias atua como um grande lupa cósmica que amplifica a luz do objeto mas distantes.
A lente natural que permitiu a ver Ícaro foi criada por um cúmulo de galaxias chamado MACS J1149+2223, situado a uns 5.000 milhões de anos luz da terra.
A equipe decidiram chamar a estrela de Ícaro, como o personagem da mitologia grega que ficou muito perto do Sol com suas penas e cera. Tem sua explicação. Ao igual que Ícaro, a lua da estrela, em seu caminho até a terra, foi se aproximando a uma estrela igual ao Sol, em meio intergalático do cúmulo MACSJ 1149+223, que conseguiram amplificar seu brilho a uns 2.000 vezes, alcançando desta maneira a gloria como eu homônimo grego, destaca o instituto de Astrofísica de Canarias (IAC) em uma nota informativa.
Pela Parte espanhola, a equipe que conseguiu a façanha, inclusive entre outros, a José M.Diego do Instituto de Física de Cantabria (IFCA), Pablo G. Pérez Gonzáles da Universidade Computense de Madrid (UCM), Tom Broadhurst, da Universidade do País Vasco (UPV), e Ismael Pérez Fournon, do IAC e da Universidade de Laguna.
"Ícaro é uma estrela super gigante azul. Um tipo de estrela muito mais grande e quente e mais massiva e muito mais brilhante que o próprio Sol, mas que, a distancia ao que se encontra, é impossível  observar de maneira individual inclusive para o Hubble, salvo que contemos com o fenômeno da lente gravitacional, resumiu Ismael Pérez Fourmon.
Pablo Pérez Gonzáles, explicou que até 2015 era possível observar estrelas individuais nas galaxias de lado da via láctea. Hoje já é possível observar uma estrela individual, muito parecida a Rigel que esstá no outro lado do Universo, e que de feito já não existe.
A detecção de Ícaro com o Hubble foi tão extraordinária que, quando foi descoberta, todos os telescopios do mundo começaram a observa. Na Espanha se solicitou tempo extraordinário com o Grande Telescópio Canarias,  o maior telescópio óptico infra-vermelho do mundo, que, por outro lado, foi o único telescópio que detectou esta estrela que está tão longe desde a terra, pontualizou Pérez Gonzáles.
O Descobrimento de Ícaro através de lentes gravitacionais foi iniciado uma nova forma para que os astrônomos estudem estrelas individuais em galaxias distante, destacou a Nasa. Estas observações proporcionaram uma olhada para e destalhada de como as estrelas evolucionaram, especialmente as estrelas mas luminosas. 
Quando se lançou o Telescópio Espacial James Webb da Nasa, los astrônomos esperam encontrar mas estrelas como Ícaro.

Fonte: elperiodico

SHARE

Universidade Ufo Brasileira

A universidade Ufo Brasileira é um site para noticiar sobre casos ufo e os mistérios do universo..

  • Imagens do dribble
  • Imagens do twitter
  • Imagens do pinterest
  • Image
  • Imagens do instagram
Postar um comentário
dese