Qual é o verdadeiro nome de Deus na bíblia?

qual-é-o-verdadeiro-nome-de-Deus-bíblico?


Para o judaísmo, o nome de Deus é mais do que um título diferente. Representa a concepção judaica da natureza divina e do relacionamento de Deus com o povo judeu.
Os nomes de Deus, o criador, onipotente do ser humano, o céu e a terra segundo a tradição de diversos credos, tem sido uma fonte de eterna controversa entre os eruditos e estudiosos da Bíblia. Para alguns, isso se explicaria em diferentes aspectos ou atributos de Deus correspondem a diferentes denominações e quais os primeiros copistas judeus, sobre escolhidos pelo sagrado dos nomes de Deus, e como meio de mostrar respeito e reverência para eles, antes de copiar os textos sagrados "eles pausavam antes de ser copiados, e usamos termos de reverência para manter oculto o verdadeiro nome de Deus".
Se nos remitimos as fontes bíblicas, nos encontramos com o famoso capítulo de Êxodo 3:14-14, quando Moises fala pela primeira vez com Deus em meio do deserto, que lhe aparece em forma de uma sarça ardente que não se consumia. Moises, depois de escutar a missão que Deus lhe deu, de "tirar o povo de Israel do Egito), lhe pergunta: "Eis que quando eu for aos filhos de Israel, e lhes disser: O Deus de vossos pais me enviou a vós; e eles me disserem: Qual é o seu nome? Que lhes direi? E disse Deus a Moisés: EU SOU O QUE SOU. Disse mais: Assim dirás aos filhos de Israel: EU SOU me enviou a vós. Deus disse mais a Moisés: Assim dirás aos filhos de Israel: O Senhor Deus de vossos pais, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó, me enviaram a vós; este é meu nome eternamente, e este é meu memorial de geração em geração.

Essa resposta de Deus a Moisés não deixa de ser significativa, por quanto a expressão "Eu sou" aludiria na primeira característica de Deus, isso quer dizer que, ele é, existe, vive. Além disso, segundo algum autor encerra uma significativa noção que se oponha radicalmente ao politeísmo da época. 
Ao dizer "Eu sou o que sou", Deus manifesta que ele é o único Deus que existe, o único real e verdadeiro. Para os demais, na Bíblia (Êxodo 20,3) Deus também disse "Não terás outro Deus fora de mim", enquanto que em Deuteronômio 44 afirma "Eu sou Yahwe, teu Deus zeloso". 
Em Isaias 45,18 também afima "Eu sou Yahwe, e nenhum outro" e "Não sou eu Yahwe o único e ninguém melhor que eu?".

 

O TETRATAGRAMA ( יהוה) YHWH O NOME DE DEUS



O tetragrama do nome de Deus


 

No Pentateuco e no idioma hebraico no qual o versículo de "Eu sou o que sou" foi escrito, as letras que designaram o nome de Deus seriam "YOD-HEY-VAV-HEI" ( יהוה), pois a escritura hebraica antigo somente incluía as consoantes de cada palavra e descartava as vogais. Assim, os eruditos modernos conjeturaram que originalmente o tetragrama YHWH se pronunciava "Iahweh", que haveria sido a origem da palavra "Yahwe". 
O único claro, em todo caso, é a pronunciação original do nome de Deus judeu-cristão não pode estabelecer com exatidão, pois durante muito tempo os judeus consideraram uma blasfêmia pronunciar diretamente o nome de Deus, assim que preferiram chamá-lo com outras denominações (Até hoje, para lembrar a santidade inerente ao nome de Deus, alguns judeus insistem em escrever em português ou inglês e espanhol "D'us" ou "G-d", para substituir as palavras "Deus" ou God").
Na idade Média, os hebraístas e estudiosos da Bíblia que estudavam o idioma hebraico antigo começaram a colocar as vogais entre as consoantes do tetragrama YHWH. Acredita-se que os judeus massoretas adicionaram as vogais das palavras "Elohin" ou "Elohim" (Deus forte") ou "Adonai" ("O senhor"), obtendo as palavras "Yehowah", que deu a origem do vocábulo de "Jehova", nome que em várias bíblias evangélicas aparece mencionando para se refirir-se a Deus. Posteriormente, a palavra "Jehova", que nunca existiu no idioma hebraico e somente seria uma pronunciação defeituosa do nome de "Yahwe", foi copiada literalmente ao resto de diferentes idiomas ocidentais (português, espanhol, alemão e inglês.
Como YHWH seria a terceira pessoa do imperfeito singular do verno ser, significando pelo tanto "ele é" ou "ele será", o que se ajusta com o significado pelo tanto "ele é" ou "ele será", o que se ajusta com o significado do nome dado em Êxodo 3:14 ("Eu sou o que sou"), onde se representa a Deus falando, e por isso se usa a primeira pessoa "Eu sou", assim, o significado do nome de Deus poderia ser concretamente "Ele que é, que se relacionada diretamente com a noção hebraico do monoteísmo, onde somente existe o Criador não criado, que não depende de nada e de ninguém. Por isso, hoje o tetragrama original se traduz como "Eu sou o que sou", nome simbólico que também se Relaciona com a idéia de vida, como simbólico que também se relacionada com a idéia de vida, como conceito de Deus como fonte e criador da vida.


OS OUTROS NOMES DE DEUS
 

Todos os nomes de Deus



A tradição judaica ensinava que estava proibindo pronunciar as quatro letras nome de Deus, YHWH, a exceção do Sumo Sacerdote no templo. Por isso, durante as conversações casuais ou durante as pregações, em vez de pronunciar יהוה os judeus diziam "Adonai", que significa "Meu Senhor" ou "Meu amo (mas como está escrito no plural majestático, também poderia significar "Meu senhor dos senhores, "Meu grande amo" ou "Meu amo de todos e de todo"). Assim mesmo, podiam se referir a Deus como "Hashem" que significa "O Nome".
Outro nome para se referir a Deus é "Elohim, palavra que aparece no Antigo Testamento (especialmente nos salmos elehísticos) e é uma espécie de plural a um singular e que significaria "O Deus forte e poderoso", que é usado para se referir à infita plenitude da Força e Poder que descansa em deus como ser Divino. 
Outro nome de Deus seria "Ehye-Asher-Ehye", que poderia ser traduzido como "Serei o que serei" ou "Eu Serei o que resultarei ser", nome que por cento se relaciona como "Eu sou o que sou", e que nota a autoridade futura com que Deus fará sua vontade.

 

os-nomes-do-Deus-sagrado

Outros homens para designar a Deus são "El" (no Antigo Testamento também se pode encontrar como parte dos mais antigos nomes do homem (Gênesis 4:18)  "El Olam" (que significa "Deus eterno" ou "Deus universal"), "O Roi" ("Deus me vê" ou "Deus cuida de mim"), "O shalom ("Deus de paz", "Zar Shalom" ("Príncipe de paz"), "O shofet Haaretz" ("Deus que julga a toda a Terra"), "Eloah" (que se aparenta com a palavra árabe "Allah", nome que se usa na religião do Islam para designar a Deus, que alude ao nome do poder que desperta medo ou pavor entre os homens), "O - Elyon" (que significaria "Deus do céu", a Terra e as alturas", "Shejina" (ou "Presença de Deus", que reside entre nós e as vezes se manifesta fisicamente), "Yah" (apócope da palavra "Yahweh" que aparece principalmente no livro dos salmos),  "Emmanel" (que aparece em Isaías 7.14 e que significa "Deus está conosco") e "El Shaddai" (nome conhecido pelos patriarcas Abraham, Isaac e Jacob e que significaria "aquele que todo pode", "O Todo poderoso" ou o "O onipotente", quer dizer, o deus que testifica a si mesmo como especiais mostras de poder, embora a antiga palavra semita "shadu" que significa "montanha", fizeram outros estudiosos a traduzir a palavra "EL Shaddai" como "Deus da Montanha").

Qual é o nome verdadeiro de Deus?

Hoje, segundo vários autores e na luz dos Evangelhos, outro nome aceitável para Deus seria simplesmente "Pai", especialmente quando em Mateus 23:9, Jesus lhes disse a seus seguidores: "E a ninguém na terra chameis vosso pai, porque um só é o vosso Pai, o qual está nos céus". Sem mencionar, por supostos, a famosa oração que Jesus Cristo lhe ensinou, que esta nos céus, santificado seja teu nome, seja feita tua vontade assim na terra como no céu."
Muitos afirmam que o verdadeiro nome de Deus ainda é desconhecido, já que seu nome completo se perdeu para sempre nas transcrições das escrituras. Assim, os atuais nomes não seriam que rótulos escritos no nome, no mistério mais profundo que reside no Ser Divino (Deus é amor).
No Islamismo afirmam que Deus tem noventa e nove nomes acessíveis ao entendimento humano, que representariam noventa e nove nomes de Deus, mas o nome número 100 seria o autêntico nome de deus, já que todos os demais são somente adjetivos que o descrevem. Aquele que chega a aprender ou pronunciar esse nome desconhecido se elevaria acima da condição humana, pois ele reside o pensamento e o poder infinito.

0 Comments: